Interpretação de poema modernista - Pobre alimária de Oswald de Andrade


A realidade brasileira é historicamente caracterizada pela convivência de contrastes: a pobreza e a riqueza, o desenvolvimento e o atraso, a abundância de recursos e a estagnação econômica, o acesso à educação e a exclusão cultural. 

Leia o poema de Oswald de Andrade e perceba a forma como o autor descreve essa permanente polaridade.

Século XX (de 1901 a 2000)

Pobre alimária 

O cavalo e a carroça 
Estavam atravancados no trilho 
E como o motorneiro se impacientasse 
Porque levava os advogados para os escritórios 
Desatravancaram o veículo 
E o animal disparou 
Mas o lesto carroceiro 
Trepou na boleia 
E castigou o fugitivo atrelado 
Com um grandioso chicote 

Pau Brasil, 2º ed. São Paulo: Globo, 2003, p. 159. 
© Oswald de Andrade. 

Glossário
Alimária: animal quadrúpede, besta de carga
Motorneiro: indivíduo que dirige bonde
Lesto: rápido, ágil
Boleia: assento de carroceiro

1. Esse poema narrativo apresenta um conflito.
a) Em que ele consiste?
b) O conflito apresentado no poema pode ser compreendido como uma metáfora a respeito dos contrastes observáveis ainda hoje na realidade brasileira. Transcreva as frases que apresentam outros exemplos desses contrastes.
- Persistência do analfabetismo e oferta de sofisticados recursos tecnológicos, como a internet.
- Altas taxas de mortalidade infantil e disponibilidade de modernos aparelhos de diagnóstico clínico.
- Ampliação do parque industrial e aumento da produção agrícola nacional.
- Existência de centros de estudo avançados de manipulação genética de sementes e incapacidade de solucionar os problemas da seca do campo.
- Programas de inclusão social nas universidades e incapacidade de se conter a violência urbana. 

2. A ação do cocheiro em relação ao cavalo indica um traço de comportamento que nada tem de moderno e revelador da maneira como tradicionalmente são tratadas as camadas menos favorecidas da sociedade brasileira. Que traço é esse?

Gabarito

1.
a) O conflito consiste na obstrução do caminho do bonde por uma carroça.
b) Persistência do analfabetismo e oferta de sofisticados recursos tecnológicos, como a internet. / Altas taxas de mortalidade infantil e disponibilidade de modernos aparelhos de diagnóstico clínico. / Existência de centros de estudo avançados de manipulação genética de sementes e incapacidade de solucionar os problemas da seca do campo. Observação: "ampliação do parque industrial" e "aumento da produção agrícola" são dois índices de desenvolvimento econômico, portanto não há contraste entre esses elementos; "programas de inclusão social" não se opõem diretamente à "incapacidade de se conter a violência urbana".

2. A violência do cocheiro é reveladora da maneira como são tratados os que estão em posição socialmente desfavorecida.