Interpretação de texto para 8ºano - O tigre na sombra (Lya Luft)


O texto a seguir pertence ao livro O tigre na sombra, de Lya Luft. Neste trecho, a narradora personagem conta uma passagem de sua infância. Veja como esse momento é relatado: 

Atrás da casa no fundo do quintal havia umas poucas árvores. Uma especial era a minha: ali eu me sentava para ler, brincar, não fazer nada. Mais tarde ninguém lembraria dela: pessoas têm memórias confusas. 
Lá encontrei um gato aninhado entre raízes. 
Me agachei, peguei no colo, era grande e pesado. Não era gato: era um filhote de tigre. Havia listras escuras, ainda pálidas, no seu pelo dourado. Mas não parecia perigoso. Então se enroscou no meu colo e ronronou. 
Fui pegar pão e leite em casa, voltei tão depressa quanto conseguia, andar para mim não era como para as outras crianças. Ele não estava mais: larguei ali a latinha velha com a comida. No fim da tarde escapei da vigilância de minha mãe e voltei: a latinha estava vazia. O meu tigre tinha feito uma aliança comigo. 
Não contei a ninguém. Se soubessem iam querer levá-lo para um zoológico. 
Nem me ocorreu que não havia tigres em fundos de quintal (só, talvez, no fundo de um espelho), e que tudo aquilo era impossível. [...] 

(Rio de Janeiro: Record, 2012. p. 16.)

1. No início do texto, a menina diz que encontrou um gato no fundo do quintal. Como o animal estava?

2. A menina pegou o animal no colo. 
a) Como ele era? 
b) Como eram o pelo e as listras do animal? 
c) As características do animal levam a menina a identificar a espécie dele. Qual frase do texto expressa essa descoberta da menina? 
d) A menina teve medo do animal, ao descobrir a verdadeira espécie dele? Por quê? 

3. No final do texto, a narradora faz um comentário quanto à veracidade do acontecimento. 
a) Qual é esse comentário? 
b) Ela afirma que só havia tigres, talvez, no fundo de um espelho. Levante hipóteses: O que era esse tigre? 


Gabarito

1. Estava aninhado entre raízes.

2. 
a) Era grande e pesado.
b) O pelo era dourado, as listras eram escuras, ainda pálidas. 
c) Não era gato: era um filhote de tigre.
d) Ela não teve medo, porque o animal não parecia perigoso.

3. 
a) O de que tudo aquilo era impossível. 
b) Resposta pessoal. Sugestão: O tigre era imaginário.