Flexão dos substantivos - exercícios para ensino médio (1º ano)

 

Lavradores no rio Weichuan

O pôr do sol resplandece 
na aldeia. 
O gado chega, 
de volta pela trilha. 
O avô, de bengala, 
junto ao portão da vinha, 
perto dos espinheiros, 
espera pelo menino pastor. 
Os faisões chamam. 
O trigo flameja. 
Nas amoreiras nuas, 
dormem os bichos-da-seda. 
Com enxadas nos ombros 
os lavradores retornam. 
Alegres, reencontram-se, 
e jogam conversa fora. 
Atrás dessa vida tranquila, 
um dia aqui cheguei; 
e, suspirando, lhe digo: 
se tudo vai de mal a pior, 
venha e fique também. 

(Wang Wei. Poemas clássicos chineses. Tradução de Wang Wei. Porto Alegre: L&PM, 2012. p. 235.)


1. O poema descreve o final de um dia no campo. Qual substantivo indica esse momento? 

2. No cenário descrito no poema, destacam-se seres dos reinos animal e vegetal em situações relacionadas a ações. Quais são os substantivos que designam esses seres? 

3. O eu lírico também faz parte do cenário que descreve. Em que verso do poema isso fica evidenciado? 

4. A quem o eu lírico se dirige no poema? Com que finalidade?

5. Veja, no verso 9, o plural de faisão. A palavra portão, empregada no verso 6, é pluralizada da mesma maneira? E as palavras mão e pão? 

6. O plural de lavrador é lavradores. Então, qual é o plural de pastor e de pôr do sol? 

7. O plural de bicho-da-seda é bichos-da-seda. E o plural das locuções pé de moleque e olho de sogra, qual é? 

8. No trecho do poema "O avô [...] espera pelo menino pastor", como ficaria a palavra avô se quem esperasse pelo menino fossem o avô e a avó, juntos? 

9. Responda: A afirmação de que os lavradores "jogam conversa fora" (verso 16) quer dizer que esses trabalhadores: 

a) conversam sem compromisso. 
b) conversam seriamente. 
c) tratam de assuntos da comunidade. 
d) se agridem uns aos outros. 

10. O eu lírico afirma que, ao chegar ao lugar que descreve, buscava a vida tranquila que ali encontrou. 

a) Que adjetivo pode ser empregado para caracterizar a vida anterior do eu lírico? 
b) Que verso do poema faz referência a uma situação de vida que é o contrário de tranquilidade? 


Gabarito

1. Pôr do sol.

2. reino animal: avô, lavradores, gado, faisões, bichos-da-seda; reino vegetal: trigo.

3. um dia aqui cheguei (verso 18)

4. Ele se dirige ao leitor, com a finalidade de convidá-lo para ir ao lugar que descreve e ali permanecer. 

5. A palavra portão é pluralizada da mesma maneira: portões. O mesmo não acontece com mão, cujo plural é mãos, e com pão, cujo plural é pães.

6. Pastores e pores do sol.

7. Pés de moleque e olhos de sogra.

8. Os avós... esperam pelo menino pastor.

9. Alternativa A. 

10. 
a) intranquila
b) Se tudo vai de mal a pior