Interpretação de fábula com respostas - A cigarra e as formigas (7ºano)

Imagem: Google

A cigarra e as formigas. 

Era uma vez uma jovem cigarra que não fazia outra coisa na vida a não ser cantar. 
Entoava as mais lindas canções perto de um formigueiro. 
Enquanto isso, as formigas trabalhavam sem parar. 
Colhiam pedaços de folhas para forrar o berçário das formigas recém-nascidas. Transportavam grãos para que no inverno tivessem o que comer. Enfim, viviam atarefadas, entrando e saindo do formigueiro. 
O inverno chegou. O frio era tanto que a cigarra quase ficou congelada. 
Então, bateu na porta do formigueiro à procura de um lugar quentinho para se abrigar. 
— Olá! Será que eu posso entrar? Estou com frio e com fome! 
A guardiã do formigueiro não se conteve: 
— O quê? Enquanto nós trabalhávamos duro, você só pensava em se divertir. Pois agora: boa diversão! —  disse. 
E bateu a porta na cara da cigarra, que foi obrigada a cantar em outra freguesia. 

Moral da história: Os preguiçosos nada têm a colher. 

Jean de La Fontaine. Fábulas de Esopo. Adaptação de Lúcia Tulchinski. São Paulo: Scipione, 2004. p. 13. 

Glossário 
Entoar: fazer ouvir, cantando.
Guardião: No texto, quer dizer formiga que protege o formigueiro.

1. Responda. 

a) O narrador dessa fábula é também um personagem? Por quê? 
b) De acordo com a fábula, para que as formigas armazenaram comida? 
c) A cigarra fez o mesmo? Por quê? 
d) Que consequências isso trouxe para ela?
 
2. Nas fábulas, os personagens geralmente são animais que falam e agem como se fossem gente. Marque abaixo uma qualidade que pode ser atribuída às formigas desta fábula e escreva uma frase empregando essa palavra. 

a) preguiçosas
b) gulosas 
c) ativas. 
3. Discuta a questão abaixo com seus colegas. Depois registre no caderno a conclusão da turma. 
  • De acordo com a fábula, qual é a principal característica da cigarra? 

4. Releia um trecho da fábula e responda às questões.

" — O quê? Enquanto nós trabalhávamos duro, você só pensava em se divertir. Pois agora: boa diversão! — disse. E bateu a porta na cara da cigarra, que foi obrigada a cantar em outra freguesia” 

a) Ao dizer "boa diversão!"; a formiga queria realmente que a cigarra fosse se divertir? Justifique. 
b) Escreva o que você entendeu pelo trecho em destaque.

5. Toda fábula traz um ensinamento. Marque a alternativa com o ensinamento desta fábula.

a) Cantar é muito importante.
b) Ás vezes, é preciso ser egoísta.
c) É importante trabalhar para garantir o próprio sustento. 

Escreva a parte da fábula que apresenta essa conclusão. 

Respostas

1. 
a) O narrador apenas observa os fatos.
b) Elas armazenaram comida para se alimentar durante o inverno.
c) Não. A cigarra passava os dias cantando, em vez de se preocupar com a sobrevivência no inverno.
d) Ela ficou sem abrigo e sem comida. 

2. Sugestão de resposta: As formigas são muito ativas, cada uma tem uma função no formigueiro. 

3. A cigarra não se preocupa com a sobrevivência no futuro.

4. 
a) A formiga foi irônica e a frase “boa diversão!”, na verdade, quer dizer “vá procurar abrigo em outro lugar”.
b) A cigarra foi obrigada a buscar ajuda em outro lugar. 

5. “É importante trabalhar para garantir o próprio sustento.” 

Os alunos deverão copiar a moral da história.