Casos em que se usa próclise - exemplos com tirinhas


1. O pronome é atraído por palavras de sentido negativo.

Na tira de Hagar, o advérbio "não" justifica a próclise do pronome oblíquo "me". 


2. Os advérbios atraem o pronome .

No terceiro quadrinho da tira, o uso do advérbio de tempo "já" faz com que ocorra a próclise do pronome oblíquo lhe. 


3. Conjunções e locuções subordinativas atraem o pronome.

Na tira, a conjunção "quando" justifica a próclise do pronome oblíquo "me". 


4. Pronomes relativos, indefinidos e demonstrativos isso/isto/aquilo atraem o pronome.

No trecho a seguir, o pronome relativo "que" determina a próclise do pronome oblíquo "me". 


O CASO DA MESÓCLISE
Segundo a gramática normativa do português, o pronome oblíquo deve ser usado no meio do verbo sempre que este se encontre no futuro do presente ou no futuro do pretérito do indicativo

Observe os exemplos: 
Convidar-nos-ão para a festa de casamento. 
Faltar-me-ia tempo para resolver o problema se não tivesse trabalhado no final de semana. 

Como é possível perceber por sua experiência como usuário da língua, esse tipo de construção praticamente desapareceu do português contemporâneo, tanto escrito quanto falado, e chega mesmo a soar pretensioso. Há várias maneiras de, seguindo as regras da gramática normativa, reescrever essas frases e eliminar o uso da mesóclise, por meio de alguns ajustes e do uso de expressões equivalentes. 

No caso dos dois exemplos anteriores, uma solução seria substituir a mesóclise pelas formas indicadas a seguir. 

Eles vão nos convidar para a festa de casamento. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...