Sintaxe - exercícios com respostas - concursos e vestibulares


Leia também:
Exercícios sobre sintaxe com gabarito (para treinar)

1. Considere o trecho abaixo:
— Eu queria saber é quem está no aparelho.
— Ah, sim. No aparelho não está ninguém.
— Como não está, se você está me respondendo?
— Eu estou fora do aparelho. Dentro do aparelho não cabe ninguém.— Engraçadinho! Então, quem está ao aparelho?
— Agora melhorou. Estou eu, para servi​-lo?
(Carlos Drummond de Andrade)

Marque o par de verbos com problema de regência idêntico ao do texto:
a) Meditar num assunto — meditar sobre um assunto.
b) Sentar à mesa — sentar na mesa.
c) Estar em casa — estar na casa.
d) Assistir o doente — assistir ao doente.
e) Chamar o padre — chamar pelo padre.

Resposta: “b”. O verbo “estar” com a preposição “a” indica proximidade — estar ao telefone (perto dele). O verbo “estar” com a preposição “em” indica conteúdo — estar no telefone (dentro dele). O único verbo que apresenta esse mesmo problema é “sentar” — sentar à mesa (perto dela), sentar na mesa (sobre ela).

2. Assinale a oração que apresenta regência nominal incorreta.
a) O tabagismo é prejudicial à saúde.
b) Está inclinado em aceitar o convite.
c) Sempre foi muito tolerante com o irmão.
d) É lamentável sentir desprezo por alguém.
e) Em referência ao assunto, prefiro nada dizer.

Resposta: “b”. O nome “inclinado” pede a preposição “a”: Estava inclinado a aceitar o convite.

3. Quanto à regência verbal, escreva (1) nas orações corretas e (2) nas incorretas.
(  ) Logo que chegou, eu o ajudei como pude.
(  ) Preferia remar do que voar de asa​-delta.
(  ) Naquela época, eu não visava o cargo de diretor.
(  ) Sem esperar, deparei com ela bem perto de mim.
(  ) Nós tivemos a impressão que tudo era imaginação.

A sequência correta dos números é:
a) 1, 1, 1, 2, 2.
b) 2, 2, 2, 1, 1.
c) 2, 1, 1, 2, 1.
d) 1, 2, 2, 1, 2.
e) 1, 2, 1, 2, 1.

Resposta: “d”. Vamos corrigir as erradas: Preferia remar a voar de asa-delta — o verbo “preferir” exige a preposição “a”. Naquela época, não visava ao cargo de diretor — o verbo “visar” (no sentido de desejar) exige a preposição “a”. Nós tivemos a impressão de que tudo era imaginação — o nome “impressão” exige a preposição “de”.

4. Assinale a afirmativa em que há erro de regência verbal.
a) Este documento visa o estabelecimento de normas para avaliação dos técnicos.
b) O estabelecimento dessas normas implicou demorado estudo das atribuições e tarefas dos técnicos.
c) O Setor Jurídico assistiu a Comissão que estudou o assunto.
d) Este documento constitui o resultado de minuciosa análise do assunto.

Resposta: “a”. O verbo “visar” no sentido de desejar exige a preposição “a”: Este documento visa ao estabelecimento de normas para a avaliação dos técnicos.

5. A frase em que a regência verbal não corresponde à norma culta ou padrão é:
a) Tais medidas visam combater a inflação.
b) Não esqueça os regulamentos da empresa.
c) Todos devem assistir à posse do novo diretor.
d) É necessário obedecer as cláusulas do contrato.

Resposta: “d”. O verbo “obedecer” exige a preposição “a”, por isso deve aparecer o acento grave em “às cláusulas do contrato”.

6. Indique a alternativa correta:
a) Preferia brincar do que trabalhar.
b) Preferia mais brincar a trabalhar.
c) Preferia brincar a trabalhar.
d) Preferia brincar à trabalhar.
e) Preferia mais brincar que trabalhar.

Resposta: “c”. O verbo “preferir” exige a preposição “a”: Preferia brincar a trabalhar.

7. Assinale a alternativa incorreta quanto à regência verbal.
a) Aspiro ao cargo de Diretor.
b) Assisti à corrida.
c) Chamei​-o ao meu gabinete.
d) Assistimos os doentes.
e) Aspirei ao ar da montanha.

Resposta: “e”. O verbo “aspirar” no sentido de inalar, respirar exige um complemento sem preposição: Aspirei o ar da montanha.

8. Vejamos as seguintes frases.

I. Aspiro o ar da manhã.
II. Aspiro a este cargo.
III. Prefiro isto àquilo.
IV. Custa​-me crer nos políticos.

Quanto à correção gramatical, podemos dizer que
a) Só a primeira está errada.
b) Apenas a primeira está certa.
c) Somente a segunda está errada.
d) Todas estão erradas.
e) Todas estão certas.

Resposta: “e”. O verbo “aspirar” no sentido de inalar e respirar exige um complemento sem preposição: Aspirei o ar da manhã; no sentido de querer e desejar pede um complemento com a preposição “a”: Aspirei a este cargo. O verbo “preferir” exige a preposição “a”: Preferia isto àquilo — como o complemento que recebe a preposição é o pronome demonstrativo “aquilo”, usamos o acento grave para expressar a crase da preposição “a” + o “a” inicial de “aquilo”. O verbo “custar” no sentido de ser difícil tem como sujeito “aquilo que é difícil”, geralmente um verbo no infinitivo; para quem a coisa é difícil funciona como objeto indireto: Custa​-me crer nos políticos.
9. Assinale a alternativa em que há erro de regência verbal.
a) O estudante esforçava​-se pela liberdade.
b) O fiscal obedecia às ordens do inspetor.
c) O rapaz prefere pagar a multa a perder o rádio.
d) O diretor procedeu à abertura da sessão.
e) A secretária aspirava um cargo importante.

Resposta: “e”. O verbo “aspirar” no sentido de desejar e querer pede a preposição “a”: A secretária aspirava a um cargo importante.

10. Assinale a opção em que a regência do verbo proceder contraria a norma culta da língua.
a) O juiz procedeu ao julgamento.
b) Não procede este argumento.
c) Procedo um inquérito.
d) Procedia de uma boa família.
e) Procede​-se cautelosamente em tais situações.

Resposta: “c”. O verbo “proceder” no sentido de iniciar e realizar pede um complemento com a preposição “a”: Procedo a um inquérito.

11. Eis o secretário ______ eficiência e honradez eu lhe falei.
a) cujo.
b) de cuja.
c) cujas.
d) cujo a.
e) de cujos a.

Resposta: “b”. A frase indica a ideia de posse entre o “secretário” e a “eficiência e honradez”, por isso devemos usar o pronome relativo “cuja”, que será antecedido da preposição “de” por exigência do verbo “falar” que aparece depois do pronome relativo.

12. Minhas objeções ______ acordo são concernentes ______ modo ______ ele dirige a firma.
a) do, do, pelo qual.
b) ao, do, de que.
c) ao, ao, como.
d) do, ao, de que.
e) ao, do, de como.

Resposta: “c”. Regência nominal: objeções “a”, concernentes “a”, modo “como”.

13. Imbuído ______ preconceitos, com tendência ______ intolerância, era impermeável ______ qualquer influência.
a) com, pela, contra.
b) por, a, a.
c) de, à, a.
d) com, para, à.
e) de, pela, ante.

Resposta: “c”. Regência nominal: Imbuído “de”, tendência “a”, impermeável “a”.

14. Não encontrei a revista ______ você se referiu, razão ______ não a comprei.
a) que, porque.
b) a que, por que.
c) à que, por quê.
d) a que, porque.

Resposta: “b”. Nas duas lacunas emprega-se o pronome relativo “que”. Na primeira lacuna temos a regência do verbo “referir-se” (a que você se referiu); na segunda lacuna temos a regência do verbo “comprar” + o nome “razão” (razão por que não a comprei).

15. Única frase com regência verbal incorreta.
a) Trata​-se do ideal a que me referi.
b) As leis que carecemos são outras.
c) Encerrou​-se o inquérito a que se procedeu.
d) São justas as punições de que se queixam?
e) Empenhemo​-nos em produzir mais.

Resposta: “b”. As leis de que carecemos são outras. — o verbo “carecer” exige a preposição “de”, que deve ser colocada antes do pronome relativo.

16. Sendo o carnaval uma das festas ______ mais gosto, achei preferível ir ao baile ______ viajar para a fazenda.
a) que, à.
b) que, do que.
c) das quais, que.
d) de que, a.
e) de que, do que.

Resposta: “d”. Regência do verbo “gostar” e do nome “preferível”: Sendo o carnaval uma das festas de que mais gosto, achei preferível ir ao baile a viajar para a fazenda.

17. Posso informar ______ senhores ______ ninguém, na reunião, ousou aludir ______ tão delicado assunto.
a) aos, de que, o.
b) aos, de que, ao.
c) aos, que, à.
d) os, que, à
e) os, de que, a.

Resposta: “e”. O verbo “informar” admite duas construções: “informar algo a alguém” ou “informar alguém de/sobre algo”. Então podemos dizer: Informamos aos senhores que ninguém... ou; Informamos os senhores de que ninguém... — ambas são corretas. O que resolve a questão é a última lacuna: o verbo “aludir” exige a preposição “a”, e o termo “tão delicado assunto” não pode ser precedido de artigo “a”, por isso não há crase — ninguém ousou aludir a tão delicado assunto.

18. Sua anuência ______ solicitação não impediu que fizesse ressalvas quanto ______ mérito de certos itens ______ discordava.
a) à, ao, de que.
b) na, ao, que.
c) à, o, com que.
d) da, o, de que.
e) na, ao, com que.

Resposta: “a”. O nome “anuência” pede a preposição “a”; o nome “solicitação” é feminino, por isso admite o artigo “a”; assim: anuência à solicitação. O nome “quanto” pede a preposição “a”; o nome “mérito” é masculino, por isso admite o artigo “o”; assim: quanto ao mérito. O verbo “discordar” pede a preposição “de”, que deve ser colocada antes do pronome relativo; assim: itens de que discordava.

19. Era um rapaz aparentemente igual ______ outros, mas tinha um senso de responsabilidade ______ poucos poderiam orgulhar​-se.
a) aos, de que.
b) os, que.
c) aos, que.
d) os, de que.
e) aos, a que.

Resposta: “a”. O nome “igual” exige a preposição “a”; o pronome “outros” admite o artigo “o”; então: igual aos outros. O verbo “orgulhar-se” exige a preposição “de”, que deve ser colocada antes do pronome relativo; então: senso de responsabilidade de que poucos poderiam orgulhar​-se.

20. Ele jamais ______ que o ajudariam na profissão e ______ exemplo lhe serviu de estímulo.
a) esqueceu daqueles, cujo o.
b) se esqueceu daqueles, que o.
c) se esqueceu aqueles, de que o.
d) esqueceu aqueles, os quais.e) esqueceu aqueles, cujo.

Resposta: “e”. O verbo “esquecer” pode ser usado com ou sem pronome reflexivo, e isso provoca mudança na regência: “esquecer” — sem pronome reflexivo — pede complemento sem preposição: esqueceu aqueles; “esquecer-se” — com pronome reflexivo — pede complemento com a preposição “de”: esqueceu-se daqueles. Ambas as construções são corretas. O que resolve essa questão é a última lacuna: há ideia de posse na frase, então devemos usar o pronome relativo “cujo” (e não devemos esquecer que o pronome “cujo” não pode ter artigo depois dele).

Leia também:

Exercícios sobre sintaxe com gabarito (para treinar)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...