Interpretação 9ºano - Gabarito com habilidades (texto argumentativo)



GABARITO

Questão 1
Essa questão avalia a capacidade do aluno para reconhecer, em uma carta aberta, a explicitação do posicionamento defendido, abordando a habilidade EF89LP19.
Resposta esperada: A tese assumida na carta aberta é de que o incêndio no Museu Nacional foi resultado da redução dos valores repassados para instituições das áreas de cultura, educação e ciência.
É possível que o aluno tenha dificuldade para reconhecer a tomada de posicionamento no texto. Nesse caso, aponte, no texto, o trecho em que isso ocorre (primeiro período). Notando que a dificuldade é generalizada, é preciso reafirmar e exercitar com os alunos alguns procedimentos de leitura. Indica-se que os exercícios comecem exigindo a delimitação do assunto e do tema de que trata o texto, então orientem o aluno a reconhecer uma informação fundamental veiculada por cada período e, por fim, o ajudem a ordenar as informações hierarquicamente. Isso pode contribuir para que o aluno consiga organizar melhor sua leitura e perceber com mais precisão a forma de organização do texto, permitindo que reconheça, ao final, a função de cada informação.

Questão 2
Essa questão avalia a capacidade do aluno para reconhecer um argumento e o tipo de relação que ele estabelece com a tese do texto, abordando a habilidade EF89LP23.
Resposta esperada: A menção às matérias divulgadas pela imprensa nacional tem a função de ilustrar a “escassez de recursos” a que foi submetido o Museu Nacional, o que ajuda a sustentar a tese de que a causa indireta do incêndio foi a “redução [...] nos investimentos em cultura, educação e ciência”.
É possível que o aluno tenha dificuldades para reconhecer e expressar, com precisão, a relação estabelecida entre a tese e a menção às matérias publicadas pela imprensa nacional. Nesse caso, oriente-o a observar novamente a tese de que a causa do incêndio foi a redução de investimentos no Museu e, em seguida, a identificar as informações que vinham sendo veiculadas pela imprensa – a escassez de recursos para a manutenção de Museu. O estabelecimento da relação entre as duas informações levaria à conclusão de que a imprensa noticiava justamente aquilo que o texto pretende afirmar – a falta de recursos do Museu −, de forma que a menção a essas notícias serve para sustentar a tese do texto.

Questão 3
Essa questão avalia a capacidade do aluno para reconhecer o movimento argumentativo do texto e avaliar a força de um argumento, abordando a habilidade EF89LP23.
Resposta esperada: A menção à falta de instalações necessárias para combater incêndios não pode ser usada como exemplo de consequência da falta de recursos, uma vez que essa carência pode ser resultado de outros fatores, como escolhas equivocadas na aplicação do dinheiro.
Espera-se que o aluno reconheça que a referência à falta de instalações necessárias para prevenir e combater incêndios é empregada como um exemplo da falta de recursos. É possível, entretanto, que ele tenha dificuldades para reconhecer que a falta de instalações não decorre necessariamente da falta de recursos. Nesse caso, aponte que a validade do exemplo como estratégia argumentativa depende da relação que ele estabelece com a tese. Seriam válidos exemplos de escolhas que precisaram ser feitas em decorrência da limitação de recursos, como uma escolha (hipotética) entre o pagamento de salários e o investimento nas instalações contra incêndios.

Questão 4
Essa questão avalia a capacidade do aluno para analisar o contexto de publicação de uma carta aberta e relacioná-lo a seus objetivos e formas de organização, abordando a habilidade EF89LP19.
Resposta correta: c.
A marcação da alternativa a como correta indica que o aluno compreendeu superficialmente o funcionamento social do gênero, uma vez que identifica como objetivo de cartas abertas “em geral” a denúncia de situações problemáticas. Na verdade, as cartas abertas podem eventualmente (e o fazem, com frequência) ser escritas com esse objetivo, mas isso não exclui que tenham outros. Nesse caso, é preciso que você aponte que o gênero pressupõe intervenção em algum debate social, mas que é necessário que reconheçamos caso a caso – e não “em geral” – a função cumprida por cada carta aberta. Se julgar necessário, recomenda-se a continuidade do trabalho com o gênero, com a seleção de exemplares que cumpram funções diversas, de forma que o aluno possa reconhecer a riqueza do gênero e sua circulação social.
A marcação da alternativa b como correta indica que o aluno não reconheceu com precisão os objetivos da carta aberta em questão. Nesse caso, oriente-o a reler a carta grifando a passagem em que ele imagina que os objetivos do texto sejam explicitados. O trecho a ser grifado seria o último parágrafo. Os verbos conclamar e exigir apontam para objetivos mais práticos que uma simples conscientização acerca dos problemas do Museu.
A marcação da alternativa d como correta indica que o aluno fez uma leitura equivocada do trecho que menciona a quantia de 14 mil reais mensais. Ali, afirma-se a insuficiência desses recursos para a manutenção do Museu Nacional. Nesse caso, oriente-o para a releitura do trecho. Se após essa releitura o aluno não identificar seu erro, peça que realize uma paráfrase do período que menciona a quantia. A ideia é que ele perceba que dizer que os 14 mil reais mensais são “representativos da ausência de compreensão da importância” do Museu equivale a dizer que, dada a importância do Museu, os 14 mil reais mensais não são uma quantia aceitável.

Questão 5
Essa questão avalia a capacidade do aluno de relacionar as medidas propostas em uma carta aberta à argumentação desenvolvida por ela, reconhecendo os movimentos argumentativos que as explicam. A habilidade abordada é a EF89LP23.
Resposta esperada: A medida proposta pela carta é a criação de um “fundo permanente” que garanta os recursos necessários para a manutenção do patrimônio cultural brasileiro. A argumentação desenvolvida aponta como principal causa para essa manutenção precária justamente a falta de recursos, problema que, assim, seria resolvido.
É provável que o aluno encontre dificuldades para reconhecer a relação entre as medidas propostas e a argumentação desenvolvida. Nesse caso, aponte a coerência existente entre elas. Se a dificuldade é generalizada, considere a pertinência de estender o trabalho com o gênero, promovendo leituras e discussões coletivas que enfatizem o reconhecimento das relações que se estabelecem entre as partes dos textos.