Interpretação de texto teatral com a primeira cena da peça O fingidor


O texto abaixo é a primeira cena da peça teatral O fingidor, de Samir Yazbek. A peça cria uma situação imaginária em que o famoso poeta português Fernando Pessoa vai trabalhar disfarçado para um crítico especializado em sua obra. Leia-a com atenção para responder às questões.

**Gabarito no final**

CENA 1

Clareia no escritório de Américo. Manhã. Ele está diante de sua mesa de trabalho, tomada de livros e papéis, datilografando um texto. Amália entra.
Amália   — Seu Américo, o senhor ainda não dormiu?
Américo — Não, ainda não.
Amália   — Não quer tomar café?
Américo — Não, agora não, obrigado.
Amália começa a sair.
Américo — Que horas são, dona Amália?
Amália   — Sete.
Américo — Já?
Amália   — O senhor está aí desde as seis horas de ontem. Assim não há cristo que aguente. Não quer parar só um pouquinho para descansar?
Américo — Até que não seria má ideia.
Amália   — O senhor anda trabalhando demais, seu Américo.
Américo — Trabalho nunca é demais, dona Amália. Este serviço é que é chato. Preciso arrumar um datilógrafo o mais rápido possível.
Amália   — Hoje sai o anúncio de novo?
Américo — Sai, eu só não sei se foi uma boa ideia.
Amália   — Não quer que eu chame o meu sobrinho?
Américo — Miguel?
Amália   — É, o senhor já o conhece.
Américo — Deixa eu pensar. A senhora bem que poderia me ajudar, não?
Amália   — Eu falei que ajudava. Se precisar, eu datilografo. Eu era muito boa nisso.
Américo — Estou brincando, dona Amália. A senhora tem o serviço da casa que já é demais. E disso eu não posso abrir mão, caso contrário, como dizia minha mãe... “As baratas vão acabar me comendo”.
Um silêncio.
Américo — (referindo-se ao texto que escreve) A senhora não sabe como este trabalho é importante para mim.
Amália   — Eu imagino.
Américo — Já ouviu falar em Fernando Pessoa?
Amália   — Não.
Américo — Um dos maiores poetas de Portugal.
Amália   — É mesmo?
Américo — Camões, a senhora já ouviu falar...
Amália   — Ah! Esse sim, claro.
Américo — Pois saiba que Pessoa é poeta tão grande quanto Camões.
Amália   — Jura?
Américo — E o homem só tem quarenta e sete anos, dona Amália. Está na flor da idade.
Amália   — Flor da idade?
Américo — A senhora tem de convir que, para um poeta, quarenta e sete anos é flor da idade.
Amália   — É, pode ser.
Um silêncio.
Américo — A senhora sabe quantos livros ele publicou?
Amália   — Não.
Américo — Um.
Amália   — Só? E como o senhor ficou conhecendo o que ele escreveu?
Américo — Ele tem vários poemas publicados em diversas revistas. Eu fui atrás de todos, dona Amália, eu tenho tudo!
Um silêncio.
Américo — Na semana que vem eu vou fazer uma conferência sobre Fernando Pessoa.
Amália   — Ah! Então é por isso que o senhor anda tão agitado...
Américo — E não é para estar?
Amália   — O senhor conhece esse Fernando pessoalmente?
Américo — Eu tive oportunidade um dia, mas não quis. Eu não acho importante conhecer o homem. A obra, sim. Mas o homem? Eu não me importaria nem mesmo se soubesse que ele pensa mal de mim.
Amália   — E por que pensaria mal do senhor?
Américo — Artistas. Poetas... São seres estranhos. Mesmo assim, eu não me deixaria abalar. E sabe por quê? Porque tenho a consciência de que estou fazendo o melhor que posso, dando o melhor de mim.
Um silêncio.
Amália   — O senhor quer café com torrada?
Américo — E queijo.
Amália sai. Américo volta a datilografar. Escurece.

YAZBEK, Samir. O fingidor. São Paulo: Ática, 2003. p. 7-9. 
(Coleção Literatura em minha casa; v. 4. Peça teatral). (Fragmento)

GLOSSÁRIO
Datilógrafo: aquele que domina a técnica de escrever com máquina datilográfica.
Camões: poeta português do século XVI, autor de Os Lusíadas, uma das obras mais importantes da literatura portuguesa.  

Questão 1
A primeira cena da peça é um diálogo entre as personagens Américo e Amália. Essa cena pode ser mais bem resumida do seguinte modo:

a) Amália aparece para ajudar Américo, pois foi contratada por ele para limpar a casa e datilografar o trabalho sobre Fernando Pessoa.
b) Américo e Amália estão escrevendo um trabalho sobre Fernando Pessoa e discutem sobre a importância desse grande poeta português.
c) Américo está trabalhando no escritório e Amália tenta convencê-lo a parar, pois ele está trabalhando demais.
d) Américo conversa com Amália enquanto está em seu escritório, datilografando um importante trabalho sobre o poeta Fernando Pessoa. 

Questão 2
Qual é a relação entre Amália e Américo? Justifique com uma passagem do texto.
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________

Questão 3
Releia esta fala da personagem Amália.

“Amália — Hoje sai o anúncio de novo?”

Embora não seja dito explicitamente, esse anúncio se refere

a) à conferência que Américo vai fazer sobre Fernando Pessoa.
b) à contratação de alguém para ajudar Amália na casa. 
c) à contratação de um datilógrafo para ajudar no trabalho de Américo.
d) à publicação do trabalho de Américo sobre Fernando Pessoa.
Questão 4
A rubrica “Um silêncio” repete-se diversas vezes ao longo da cena. Que efeito o uso dessa rubrica produz no texto?
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________

Questão 5
Observe.

“Estou brincando, dona Amália. A senhora tem o serviço da casa que já é demais. E disso eu não posso abrir mão, caso contrário, como dizia minha mãe... ‘As baratas vão acabar me comendo’.”

a) O que Américo quis dizer com a frase destacada?
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________

b) Explique por que foram utilizadas aspas nesse trecho.
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
Questão 6
Releia este trecho.

“Amália — O senhor conhece esse Fernando pessoalmente?”

Por que Amália usa o pronome “esse” antes de Fernando? 
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________