Interpretação de texto 6ºano com habilidades (gabarito)



GABARITO

Questão 1
Resposta esperada: O interlocutor de Laurel é Kurt Cobain. O elemento é o vocativo “Querido Kurt Cobain”.
Essa questão avalia a capacidade do(a) estudante de identificar uma informação explícita bem como de compreender as características do gênero epistolar, de acordo com a habilidade (EF67LP37) da BNCC.
São duas as dificuldades esperadas nessa questão. A primeira é o(a) estudante não ter compreendido totalmente o conceito de interlocutor apresentado na unidade. Nesse caso, retome com ele(a) o conceito. Também é importante relembrar que, nos gêneros epistolares, o interlocutor é sempre o destinatário da carta, e-mail etc. A segunda dificuldade é o(a) estudante não reconhecer o papel dos vocativos como elemento que chama a atenção do destinatário e inicia a escrita de uma carta. Nesse caso, retome com ele(a) a presença desse elemento nos textos estudados do gênero.

Questão 2
Resposta esperada: A remetente demonstra interesse em obter informações sobre o destinatário. Isso fica evidente no trecho “Gostaria que você me dissesse onde está e por que foi embora”.
Essa questão avalia a capacidade do(a) estudante de identificar uma informação explícita, bem como de compreender as características do gênero epistolar, de acordo com a habilidade (EF67LP37) da BNCC.
É possível que o(a) estudante tenha dificuldades em diferenciar as situações em que a remetente apenas conversa com o destinatário daquelas em que busca informações sobre ele. Nesse caso, é preciso recuperar com o(a) estudante os trechos da carta em que a remetente se dirige ao destinatário para identificar em qual momento há um pedido direto de informação.

Questão 3
Item a — Resposta esperada: Laurel precisa conversar, pois está passando por um momento muito difícil de sua vida, com a morte da irmã e a entrada no Ensino Médio.
Item b — Resposta esperada: Ela precisa conversar com alguém que entenda o momento pelo qual está passando e não com alguém com quem falaria sobre a situação do país ou outros assuntos mais impessoais.
Essa questão exige do(a) estudante inferência, já que a informação desejada não está explícita no texto. Tendo um conhecimento mais consolidado do funcionamento do gênero epistolar, o(a) estudante pode perceber que uma carta costuma pressupor um interlocutor específico com o qual ocorre uma conversa. No caso da carta de Laurel, a escolha do interlocutor é importante para que ela possa falar de si e de seus problemas. A habilidade avaliada pela questão é a habilidade (EF67LP37) da BNCC.
No item a, é importante levar o(a) estudante a compreender o texto de maneira global, já que Laurel se encontra sem ninguém que possa entender as dificuldades por que está passando: a perda da irmã, a entrada no Ensino Médio, o fato de morar em dois locais diferentes. Seria interessante, também, mostrar que a carta sugere a importância que a irmã tinha em sua vida e a escolha de Kurt Cobain, o músico favorito da irmã, está relacionada a isso.
O item b também envolve inferência e a capacidade de entender a carta globalmente, bem como as intenções da remetente. Uma possível dificuldade deste item é o(a) estudante não conseguir perceber a diferença entre conversar com um presidente e o músico favorito da irmã, considerando as informações que a narradora nos dá sobre o momento pelo qual está passando. Nesse caso, pode ser realizada uma série de perguntas sobre quais assuntos seriam pertinentes para conversar com cada um deles. Seria pertinente ainda chamar a atenção para o estado de espírito em que se encontra Laurel. 

Questão 4
Resposta esperada: Ela quer dizer que, por ser aluna nova, fica mais escondida durante o almoço, observando sem interagir com os colegas, como se estivesse invisível.
A questão exige que o(a) estudante compreenda o sentido da figura de linguagem “fico invisível” e sua função para a construção do sentido do parágrafo, avaliando a habilidade (EF67LP38) da BNCC.
O principal equívoco esperado consiste em não conseguir estabelecer as relações necessárias para compreender a figura de linguagem. Nesse caso, pedir aos(às) estudantes que se imaginem no lugar de Laurel: uma aluna assustada, numa escola nova, em que não conhece ninguém, e que, por isso, tem vontade de não ser notada, de ficar invisível. 

Questão 5
Resposta certa: B.
Nessa questão, avalia-se a capacidade do(a) estudante para mobilizar os conceitos relacionados ao estudo de variação linguística e reconhecer que seu emprego serve, no texto, ao propósito de caracterizar a habilidade narradora e a situação de comunicação. A habilidade corresponde à habilidade (EF69LP55) da BNCC.
A escolha da alternativa A pode indicar que o(a) estudante compreende de maneira equivocada o conceito de erro e não percebeu ainda que a língua pode se apresentar de diversas maneiras. Reforçar os conceitos acerca da inexistência de um modo único de usar a língua e da necessidade de saber adequar o uso aos contextos diversos. Caso essa marcação seja frequente na turma, retomar a discussão coletivamente para esclarecer os equívocos.
A escolha da alternativa C pode indicar uma apropriação equivocada do conceito de variação social. Nesse caso, remeter o(a) estudante às discussões sobre variação para que ele perceba que essa expressão é usada por amplos setores da sociedade brasileira, independentemente do grupo social ao qual se pertence.
A escolha da alternativa D pode indicar a compreensão inadequada do conceito de gíria. Retomar com o(a) estudante a noção de gíria como algo restrito a grupos sociais específicos que envolve linguagem figurada.

Questão 6
Resposta certa: D.
Essa questão avalia a capacidade do(a) estudante para identificar uma informação explícita de acordo com a habilidade (EF67LP37) da BNCC.
A escolha da alternativa A indica que houve uma pressuposição não autorizada pelo texto. Nesse caso, garantir que o(a) estudante perceba não haver nenhum comentário de Laurel sobre ela não ter uma boa relação com seus colegas de fundamental.
A escolha da alternativa B indica uma relação não presente no texto entre a vontade de Laurel de autoconhecimento e a escolha do colégio onde estudar. Nesse caso, deve-se pedir ao(à) estudante que releia os trechos em que são enunciados esses dois trechos evidenciando que não estão relacionados.
A escolha da alternativa C indica dois problemas. O primeiro é que o(a) estudante deve perceber que a escola fica no bairro da tia Amy, onde ela passa semanas alternadas. O outro é que deve ficar claro para o(a) estudante que a questão se refere a não estudar no colégio Sandia e não às razões que a levaram a ir para o West Mesa.