Gênero notícia - Plano de aula 7ºano (BNCC) EF69LP03, EF69LP06, EF69LP08, EF69LP12, EF69LP16

Componente curricular: Língua Portuguesa   
Ano: 7º 
Bimestre:
Título: Uma notícia em dois formatos

Objetivos de aprendizagem:
• Explorar os elementos que caracterizam  o gênero notícia.

• Identificar e analisar as diferenças entre uma mesma notícia publicada em um jornal impresso e em um jornal digital.

• Apresentar em vídeo uma notícia publicada em jornal impresso.

Competências
Competências gerais:

1 – Valorizar e utilizar os conhecimentos historicamente construídos sobre o mundo físico, social, cultural e digital para entender e explicar a realidade, continuar aprendendo e colaborar para a construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva.

4 – Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, bem como conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.

Competências específicas da área de Linguagens:
2 –
Conhecer e explorar diversas práticas de linguagem (artísticas, corporais e linguísticas) em diferentes campos da atividade humana para continuar aprendendo, ampliar suas possibilidades de participação na vida social e colaborar para a construção de uma sociedade mais justa, democrática e inclusiva.

3 – Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao diálogo, à resolução de conflitos e à cooperação.

Competências específicas da área de Língua Portuguesa:
2 –
Apropriar-se da linguagem escrita, reconhecendo-a como forma de interação nos diferentes campos de atuação da vida social e utilizando-a para ampliar suas possibilidades de participar da cultura letrada, de construir conhecimentos (inclusive escolares) e de se envolver com maior autonomia e protagonismo na vida social.

3 – Ler, escutar e produzir textos orais, escritos e multissemióticos que circulam em diferentes campos de atuação e mídias, com compreensão, autonomia, fluência e criticidade, de modo a se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos, e continuar aprendendo.

Objeto de conhecimento:
Estratégia de leitura: apreender os sentidos globais do texto.
Habilidade trabalhada: (EF69LP03)
Identificar, em notícias, o fato central, suas principais circunstâncias e eventuais decorrências; em reportagens e fotorreportagens o fato ou a temática retratada e a perspectiva de abordagem, em entrevistas os principais temas/subtemas abordados, explicações dadas ou teses defendidas em relação a esses subtemas; em tirinhas, memes, charge, a crítica, ironia ou humor presente.

Objeto de conhecimento:
Relação do texto com o contexto de produção e experimentação de papéis sociais.
Habilidade trabalhada: (EF69LP06
) Produzir e publicar notícias, fotodenúncias, fotorreportagens, reportagens, reportagens multimidiáticas, infográficos, podcasts noticiosos, entrevistas, cartas de leitor, comentários, artigos de opinião de interesse local ou global, textos de apresentação e apreciação de produção cultural – resenhas e outros próprios das formas de expressão das culturas juvenis, tais como vlogs e podcasts culturais, gameplay, detonado etc. – e cartazes, anúncios, propagandas, spots, jingles de campanhas sociais, dentre outros em várias mídias, vivenciando de forma significativa o papel de repórter, de comentador, de analista, de crítico, de editor ou articulista, de booktuber, de vlogger (vlogueiro) etc., como forma de compreender as condições de produção que envolvem a circulação desses textos e poder participar e vislumbrar possibilidades de participação nas práticas de linguagem do campo jornalístico e do campo midiático de forma ética e responsável, levando-se em consideração o contexto da Web 2.0, que amplia a possibilidade de circulação desses textos e “funde” os papéis de leitor e autor, de consumidor e produtor.

Objeto de conhecimento:
Revisão/edição de texto informativo e opinativo.
Habilidade trabalhada: (EF69LP08)
Revisar/editar o texto produzido – notícia, reportagem, resenha, artigo de opinião, dentre outros –, tendo em vista sua adequação ao contexto de produção, a mídia em questão, características do gênero, aspectos relativos à textualidade, a relação entre as diferentes semioses, a formatação e uso adequado das ferramentas de edição (de texto, foto, áudio e vídeo, dependendo do caso) e adequação à norma culta.

Objeto de conhecimento:
Planejamento e produção de textos jornalísticos orais.
Habilidade trabalhada: (EF69LP12)
Desenvolver estratégias de planejamento, elaboração, revisão, edição, reescrita/redesign (esses três últimos quando não for situação ao vivo) e avaliação de textos orais, áudio e/ou vídeo, considerando sua adequação aos contextos em que foram produzidos, à forma composicional e estilo de gêneros, a clareza, progressão temática e variedade linguística empregada, os elementos relacionados à fala, tais como modulação de voz, entonação, ritmo, altura e intensidade, respiração etc., os elementos cinésicos, tais como postura corporal, movimentos e gestualidade significativa, expressão facial, contato de olho com plateia etc.

Objeto de conhecimento:
Construção composicional.
Habilidade trabalhada: (EF69LP16)
Analisar e utilizar as formas de composição dos gêneros jornalísticos da ordem do relatar, tais como notícias (pirâmide invertida no impresso × blocos noticiosos hipertextuais e hipermidiáticos no digital, que também pode contar com imagens de vários tipos, vídeos, gravações de áudio etc.), da ordem do argumentar, tais como artigos de opinião e editorial (contextualização, defesa de tese/opinião e uso de argumentos) e das entrevistas: apresentação e contextualização do entrevistado e do tema, estrutura pergunta e resposta etc.

Tempo previsto: 6 aulas
Materiais necessários: Cópias das notícias impressas, papelão, cartolina, cola e tesoura.

DESENVOLVIMENTO

Etapa 1 (2 aulas)

Oriente os alunos a assistirem a um telejornal e a selecionarem uma notícia. Eles devem identificar os elementos fundamentais da notícia, respondendo a estas questões sobre ela:

– O quê?

– Quem?

– Como?

– Onde?

– Por quê?

Oriente-os a

1. anotar se houve imagens externas (fora do telejornal) e que tipo de imagens eram. 

2. verificar se houve entrevistas, quem foram os entrevistados e qual a importância dessas entrevistas para a notícia. 

3. verificar se foi possível identificar a opinião do âncora do jornal ou dos repórteres que eventualmente tenham aparecido, se deixaram transmitir por meio de palavras, gestos ou expressões, uma opinião sobre os fatos apresentados. 

4. averiguar que elementos parecem garantir a veracidade da notícia: se a credibilidade do telejornal, a presença de entrevistas de especialistas ou dos envolvidos nos fatos etc.

Os alunos devem ser orientados a registrar por escrito todas essas informações.

Em sala, os alunos podem se organizar em grupos. Cada grupo selecionará uma das notícias assistidas. Em casa ou em outra aula, os alunos deverão identificar em jornais ou revistas semanais a notícia escolhida. Devem compará-la com a notícia assistida:

1. os fatos apresentados são os mesmos ou há detalhes em uma notícia que não aparecem na outra?

2. na notícia impressa, há trechos de entrevistas ou de depoimentos? Qual a importância deles?

3. a notícia impressa é acompanhada por imagens? Se sim, quais? Qual a importância delas? Há semelhança entre as imagens escolhidas para a notícia veiculada no telejornal e para a notícia impressa?

4. é possível identificar a opinião de quem escreveu a notícia?

5. a notícia apresenta elementos, como entrevistas de especialistas, cópias de documentos, imagens que contribuem para dar a ela credibilidade?

A seguir, promova um espaço para discussão para explorar o conteúdo e as formas de organização da informação no texto, estimulando os alunos a observar aspectos da formatação da notícia, como sua manchete e linha-fina. É interessante estimulá-los a opinar sobre o texto: o que ele tem de impactante, o que chamou a atenção e por quê? Questionar sobretudo se compreendem por que aquele fato se tornou uma notícia, qual a importância dele para o público.

Etapa 2 (2 aulas)

Previamente, selecione algumas atividades (como hora de leitura, troca de livros, campeonato de xadrez, campeonato de futebol, campanha de doação de agasalhos, festa junina, visita ao teatro etc.) que estejam sendo promovidas na escola e registre-as no quadro. Se preferir, pergunte a eles sobre fatos que estejam ocorrendo na cidade em que vivem e que gostariam de noticiar. Cada grupo deve escolher um fato ou evento diferente.

Escolhido o evento ou o fato a ser noticiado, proponha a elaboração de uma simulação de um telejornal para apresentar as atividades que estejam acontecendo na escola ou o fato ocorrido na cidade. Os alunos farão um vídeo com celular que não poderá durar mais do que 2 minutos.

Explique aos alunos que, para que uma notícia seja apresentada em um telejornal, é preciso primeiro produzir textos escritos. Destacar os seguintes aspectos:

1. A produção de uma notícia apresentada na televisão é sempre iniciada por uma reunião de pauta, em que os assuntos que devem ser noticiados são selecionados. Ajudá-los a perceber que a conversa feita para selecionar o evento escolar ou fato da cidade a ser noticiado pode ser considerada a reunião de pauta.

2. A sequência da notícia apresentada é planejada previamente. Deve ser feito um breve roteiro que indique o que o(a) âncora vai dizer; se vão ser apresentadas imagens, quais serão apresentadas e em que ordem; se aparecerá um repórter mostrando imagens e fornecendo mais detalhes sobre os fatos; se serão apresentados trechos de entrevistas; se a notícia será encerrada por imagens com o repórter ou com o âncora. 

3. O texto a ser falado pelo(a) âncora deve ser previamente escrito. Lembrar aos alunos que os âncoras leem o texto em um telepromter. Caso o grupo opte por fazer entrevistas, as questões da entrevista precisam ser elaboradas antes do encontro com o entrevistado. Esse encontro deve ser agendado previamente.

4. A linguagem empregada no texto deve seguir as variantes urbanas de prestígio. A única fala que pode ser mais informal é a dos entrevistados.

É importante orientar os alunos a fazerem uma revisão final em todo o texto que servirá de base para a apresentação da notícia, não só para que verifiquem se não há problemas de linguagem, mas também para que se certifiquem de que a notícia está sendo apresentada de forma imparcial e objetiva. Para isso, devem observar se foram empregados mais substantivos do que adjetivos. É o predomínio de substantivos e não de adjetivos que revela o quanto um texto fala sobre fatos ou expressa opiniões.

Como conclusão dessa etapa, convide os alunos a apresentar suas ideias e o plano de execução.

Etapa 3 (2 aulas)

Os alunos poderão gravar os vídeos, na escola ou como tarefa de casa, para apresentação em data e local definidos por você. A apresentação será feita de acordo com os recursos da escola.

As questões a seguir foram elaboradas para que os alunos possam refletir e discutir sobre os conceitos desenvolvidos neste plano de aula.

1. Após as atividades desta sequência didática, vocês conseguem reconhecer os elementos das notícias e a função deles com mais clareza? Expliquem.

Resposta pessoal.

2. Ficou mais claro o processo que leva à produção de uma notícia apresentada em um telejornal?

Resposta pessoal. Espera-se que os alunos tenham desenvolvido o comportamento leitor e crítico.

3. Elaborar e apresentar uma notícia imparcial e que tenha veracidade é algo natural ou que depende de trabalho?

Resposta pessoal. Espera-se que os alunos percebam que apresentar um fato de forma imparcial não é nada fácil ou natural, porque implica policiamento de nossas opiniões pessoais e o empenho em filtrá-las. Comentar que, na verdade, não existe notícia ou reportagem totalmente imparcial, pois até a escolha do que vai ser noticiado ou não já revela uma visão específica de mundo, mas que os jornais sérios empenham-se em ao menos mostrar todos os lados dos acontecimentos. Cabe ao leitor ou espectador selecionar o que é fato e o que é opinião.

Avaliação
A avaliação deverá ser contínua e levar em consideração os seguintes aspectos:

• A pertinência das informações pesquisadas pelos alunos.

• A capacidade de o aluno organizar, comparar, relacionar e fazer inferências, transformando os dados obtidos na pesquisa em notícias.

• A atitude do aluno em relação ao trabalho colaborativo.

• O respeito e a atenção do aluno durante a apresentação dos trabalhos dos demais colegas.

• O empenho do aluno na apresentação do produto final, o telejornal.

A produção escrita dos textos apresentados no telejornal também deverá ser avaliada, de acordo com o seguinte questionário:

Após o trabalho com a sequência didática, proponha aos alunos a autoavaliação a seguir. Se preferir, reproduza as questões na lousa e peça aos alunos que as copiem e respondam.